Gestão e Operação, Lojas Online

Como ter uma boa gestão financeira na sua loja?

O objetivo de todo lojista é ter sucesso nas vendas de seus produtos. Porém, muitas vezes, apenas isto não basta, pois um ponto crucial é deixado de lado: a boa gestão financeira.

Para você ter uma noção, de acordo com o estudo Demografia das Empresas e Estatísticas de Empreendedorismo, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 21% das empresas quebram antes de completarem seu primeiro ano de atividade.

E, de acordo com o estudo Causa Mortis: o sucesso e o fracasso das empresas nos primeiros 5 anos de vida, realizado pelo Sebrae, dentre os principais motivos para o fechamento de empresas apontado pelos empreendedores temos a falta de capital e problemas de planejamento. Ou seja, a gestão financeira não pode ser deixada de lado, de maneira alguma.

Pensando nisso, seguem abaixo dicas valiosas para você aperfeiçoar (ou implementar) na gestão financeira da sua loja.

Tudo começa com o planejamento

Imagine que você vá viajar de carro para um lugar que nunca tinha ido antes. Você iria para este lugar sem olhar nenhum mapa e sem usar nenhum aplicativo ou GPS? Muito provavelmente você nem cogitaria fazer isso, pois as chances de se perder seriam altíssimas e você desperdiçaria dois preciosos recursos: seu tempo e seu dinheiro (com o combustível gasto a mais do que o necessário).

Agora você deve estar se perguntando: “Mas qual a relação disto com uma loja?”. A resposta é o planejamento antes de tomar qualquer ação. Da mesma forma que é importante você se planejar quando vai viajar para um lugar desconhecido, quando você tem um negócio, você precisa ter o planejamento para saber aonde quer chegar.

Será este planejamento que lhe trará metas e planos de ações. E este planejamento será o casamento entre a estratégia e as finanças, com a elaboração do planejamento financeiro. E lembre-se de colocá-lo em prática, pois, muito mais do que planejar, precisamos também transformá-lo em execução.

E quando realizar este planejamento? O ideal é que ele seja feito com certa frequência, por exemplo uma vez por ano ou uma vez por semestre. Mas, em qualquer momento que você sentir que não sabe para onde sua loja está indo, aproveite para elaborar um planejamento.

Controle de entradas e saídas

gestão financeira

Para conseguirmos trabalhar bem a gestão financeira do negócio, é de extrema importância termos os números registrados em algum lugar, seja em uma planilha, ou um sistema. Este último acaba tendo grande vantagem pela praticidade e pela possibilidade de integração com outras frentes do negócio, como controle de vendas, emissão de notas fiscais e controle de estoque. E o Abyt ERP acaba sendo uma excelente opção para a sua loja.

No sistema, é importante que você traduza em números a realidade da loja. Ou seja, é de extrema importância registrar todas as entradas e saídas financeiras, para que, a partir destes dados, você consiga ter uma análise de como está a saúde financeira do negócio. É a partir destes registro que você conseguirá ter derivações super valiosas das finanças da sua loja, como o fluxo de caixa e o Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE).

Gastos estratégicos: foque neles

Todas as empresas acabam tendo algum tipo de gasto. Sejam custos, diretamente relacionados aos produtos, como por exemplo a compra, até despesas como aluguel e salários.

A boa gestão destes gastos é fundamental. Faça o levantamento de todos as saídas que você tem na sua loja e classifique-as como estratégicas e não estratégicas. Os gastos estratégicos são aqueles que agregam valor a sua marca e aos seus produtos. Já os gastos não estratégicos não possuem relação direta com a geração de valor.

Desta forma, foque em priorizar os gastos estratégicos, pois eles serão um diferencial, tendo maior potencial para aumentar o valor percebido pelos clientes, e busque economizar nos gastos não estratégicos, buscando nestes, a melhor opção de custo-benefício.

Tenha controle sobre seu estoque

Do ponto de vista dos balanços de uma empresa, o estoque é um ativo. Porém, precisamos ter um grande planejamento e controle sobre este, pois tê-lo em quantidades acima ou abaixo do necessário pode gerar resultados negativos nas finanças da loja. Aproveite para fazer a gestão do seu estoque em um sistema, como é o caso do Abyt ERP.

Conheça o Ciclo Operacional e o Capital de Giro da sua loja

gestão financeira

O Ciclo Operacional é definido como o intervalo de tempo gasto pela loja para comprar os produtos que serão vendidos, pagar os fornecedores, vender os produtos e receber o pagamento dos clientes. O que é mais comum é que a loja tenha que primeiro pagar seus fornecedores para depois receber dos seus clientes. O ciclo operacional mostrará qual é esse intervalo de tempo total.

Para que a loja consiga, então, arcar com esse intervalo de tempo entre a compra e a venda, e também consiga pagar as demais contas, é importante haver um saldo disponível. Este recurso ganha o nome de Capital de Giro, que é, justamente, a diferença entre os recursos disponíveis em caixa e a soma das contas a pagar.

Quando a empresa não tem esse recurso próprio, ela precisa do capital de terceiros, se sujeitando, por exemplo, aos empréstimos, que, junto com eles, acabam trazendo juros. Para evitar ou amenizar os juros, é importante buscar negociações com os fornecedores, ter um bom controle financeiro, ou até antecipar recebíveis, quando houver necessidade.

Tenha uma boa precificação

Apenas vender bem pode não ser um sinônimo de lucratividade. Se os seus preços estiverem errados, você pode estar “vendendo no prejuízo”. Para evitar este cenário, a precificação entra como uma peça fundamental na gestão financeira da loja. Será ela que mostrará qual valor cobrar em cada produto.

Esta formação de preços fará uma união entre o financeiro (identificando os custos e as despesas do negócio) e o marketing (para chegar em valores que façam sentido entre os preços da concorrência e os preços que clientes estão dispostos a pagar pelos produtos).

Voltar para lista

Posts Relacionados